Alimentação dexintoxicante

Divulgação

O grande objetivo de fazer uma dieta detox é reduzir ou eliminar o excesso de toxinas que se acumulam no organismo e que aceleram o processo de envelhecimento, além de também pode causar inchaço, dificultar o processo de emagrecimento e até causar espinhas. Além disso fazer uma dieta detox a cada 3 meses é importante para melhorar a atividade mental e a concentração, porque limpa também as toxinas acumuladas no cérebro. Essas toxinas que podem se acumular estão presentes em herbicidas usados na agricultura, e em corantes e adoçantes de alimentos, além de também serem produzidas naturalmente no organismo durante situações de stress.

Principais Alimentos Desintoxicantes

Os principais alimentos com propriedades desintoxicantes e que devem ser consumidos com regularidade são:

  • Spirulina, uma alga marinha ricas antioxidantes (compra no celeiro);
  • Couve, por ser rica em substâncias anti-inflamatórias que ajudam no funcionamento dos rins;
  • Probióticos, como iogurtes naturais, kefir e cumbuxa, que melhoram a flora intestinal e o sistema imunológico;
  • Sucos cítricos de limão, laranja, maracujá e abacaxi, por serem ricos em antioxidantes;
  • Água, por ajudar a eliminar as toxinas através da urina;
  • Gengibre, por ter forte ação antioxidante e anti-inflamatória;
  • Alho, por conter o poderoso antioxidante alicina.

Você andou passando dos limites e comendo mais do que está habituada (e, o pior, pratos que não está acostumada)? A ingestão de alimentos ricos em gordura e açúcar, assim como enlatados, contribui para o aumento de componentes tóxicos no organismo – que, sobrecarregado, pode não dar conta de todos eles. Resultado: células inflamadas, resistência baixa, cansaço, pele opaca e peso extra. “O corpo elimina naturalmente as toxinas pela transpiração, respiração, fezes e urina. Só que às vezes o acúmulo dessas substâncias é tão grande que é preciso dar uma forcinha fazendo uma dieta desintoxicante”. Por isso, nada melhor do que começar essa faxina no organismo. Além de dar uma afinada nas formas, você ainda combate o inchaço e diminui a celulite. em tempero para a salada que ativa o metabolismo e desincha, frutas que promovem uma desintoxicação e farinha para colocar o intestino na linha. Segue abaixo algumas dicas:

  1. Evite industrializados: Na desintoxicação, até mesmo a versão light dos molhos industrializados deve ser eliminada do cardápio, pois tem grande quantidade de sódio e gordura. Fique com os temperos naturais. O vinagre de maçã e o de limão, por exemplo, trazem substâncias antioxidantes e fortalecem a imunidade, deixando o organismo mais ativo contra as toxinas. “Já o azeite de oliva lubrifica o intestino, otimizando a eliminação dessas sujeiras, e ainda acelera as funções metabólicas”.
  2. Experimente a farinha de banana verde: Ela é famosa por favorecer a flora intestinal. E isso tem a ver com o tipo de amido, que chega intacto ao intestino e produz substâncias que alimentam as bactérias benéficas e formam uma barreira contra as intrusas. Com isso, os nutrientes são bem absorvidos e você espanta a fome. Use a farinha de banana verde no lugar da tradicional, no preparo de pratos como bolo e torta.
  3. Aposte em frutas cítricas: A turma da acerola, kiwi, caju, limão e laranja, por meio de um composto chamado limonoíde, faz com que o fígado libere mais toxinas do organismo. “Esse efeito pode ser conseguido com a fruta consumida in natura ou usada no preparo de peixes, sucos ou saladas”.
  4. Coma alimentos crus: Pelo menos 50% do prato de uma refeição deve ter opções frescas e cruas. “Dessa forma, você garante a ingestão de uma boa quantidade de itens desintoxicantes, como fibras e água “.
  5. Coloque uma folha de couve no cardápio: Na salada, no suco ou refogada, ela estimula as enzimas que neutralizam as toxinas. Vale lembrar que a verdura ainda é rica em vitaminas do complexo B, que facilitam o metabolismo da proteína, do carboidrato e da gordura “.
  6. Tome chá de hibisco: A bebida ajuda a reduzir a retenção de líquido. De quebra, ainda potencializa a queima da gordura, pois combina vitamina C, cálcio e antocianina. Faça assim: coloque 1 col. (chá) de hibisco em 1 xícara (chá) de água quente e abafe por cinco minutos. Depois, coe e consuma em jejum no café da manhã.
  7. Beba muito líquido: Ao longo do dia, o hábito é fundamental na eliminação de toxinas por meio do suor, das fezes e da urina. Aqui, vale água, chá ou suco natural, sopa e até alimentos aquosos, como melancia, melão, alface e pepino.
  8. Invista em chá-verde com gengibre: Ele acelera o processo de desintoxicação e o metabolismo, Receita: ferva por três minutos 1 pedaço (3 centímetros) de gengibre em 1 litro de água, desligue o fogo, acrescente 3 col. (sopa) de chá verde e abafe por 15 minutos. Coe e beba ao longo do dia.
  9. Adicione maçã e brócolis à dieta: Eles amenizam os estragos causados pelas toxinas. “Tanto a maçã quanto os brócolis são boas fontes de antioxidantes, que evitam a formação dos radicais livres e diminuem os efeitos do envelhecimento e o aparecimento de doenças degenerativas.
  10. Consuma fibras: Encontradas na farinha de coco, no macarrão e no arroz integral, elas varrem as toxinas para fora do organismo. Além disso, favorecem o bom funcionamento do intestino, outro que ajuda nessa limpeza.

 

Deixe um comentário