As vitórias de um patriota sempre alimentarão a glória da Nação

Jônatas Matos de Moraes é Guarda Municipal em Cascavel

Ao se falar em patriotismo, é muito comum as pessoas referirem a torcer para esportistas que representam a seleção do país em jogos ou simplesmente usam a camisa da seleção brasileira de futebol, que, de certo modo, é um patriotismo equivocado. Há ainda uma fração da população que está alienada aos acontecimentos do país e não expressa senso crítico de fatos que dão rumo à pátria. Todavia, o patriotismo vai muito além disso, ele está ligado diretamente com a relação que o indivíduo tem com sua terra e os símbolos que as pertencem.

Primeiramente, o conceito de patriota é definido por amor à pátria, sua raiz etimológica deriva do grego, que por sua vez significa filho do mesmo pai ou filho da mesma terra, desse modo, patriotismo é uma virtude a qual se depreende valores de proteção, de respeito e de devoção aos seus símbolos como bandeira, hinos, brasão, entre outros. Porquanto, pelo patriotismo é possível cumprir o dever cívico, ou seja, obedecer às normas e assumir responsabilidades que trarão melhor harmonia na paz e na honra da pátria, mas ainda reivindicar melhorias para o bem estar de todos.

Ademais, com os movimentos políticos atuais que evocam figuram patrióticas para a manutenção e anseio do Estado Burocrático. Têm desencadeado uma confusão no significado de patriotismo e nacionalismo, já que são coisas distintas. O patriotismo, como mencionado anteriormente, possui um sentimento amplo, filhos da terra –solo- e com base em laços de reciprocidade, de forma que é oriundo do iluminismo, século XVIII, e venera aos seus símbolos. De modo que o nacionalismo tem como característica a fusão de diversas etnias, a fim de criar uma identidade nacional, sendo assim, é elaborado um projeto político voltado para a dominação, também conhecido como Estado Burocrático Centralizado que teve seu início no século XIX, como também é expressado pelo patriotismo por meios de símbolos.

Nesse viés, a nação brasileira contém diversos símbolos que evidenciam o amor pelo país e que exaltam a terra com todos elementos que compõem sua existência, por exemplo, o hino nacional o qual glorifica a independência do Brasil e enaltece a beleza da natureza, celebra o amor entre os irmãos da mesma terra e cativa a coragem dos filhos da pátria. Bem como a literatura brasileira com muitos autores ufanistas que detalham o Brasil em suas obras, cultuando sua riqueza, como é o caso de Lima Barreto – Pós- modernista – que em sua obra, “Triste Fim de Policarpo Quaresma” demonstra sua devoção pela pátria. Não somente isso, mas a bandeira que é um símbolo nacional que possui o lema positivista ordem (a base) e progresso (o seu fim). Com isso, essas representações personificam a pátria em que vivemos.

Por outro lado, uma parcela da população brasileira, equivoca-se no real significado de devoção à pátria, pois acredita que torcer para seleção Brasileira de Futebol exterioriza o patriotismo, ao passo que esses jogos não modificam a vida da sociedade nem dão rumo a nação, ao contrário, jogos futebolísticos já foram utilizados para atrair a popularidade de políticos com a aclamação de torcidas, dissuadindo ao afirmar que torce pelo time é patriotismo. Por exemplo, a do ex-presidente Emílio Garrastazu Médice que tentou atrelar seu nome com a Seleção Brasileira de Futebol para ter como prêmio a popularidade. Nesse sentido, há ainda quem prefira está alienado aos acontecimentos da nação, não se interessam por fatos que desperte uma reação de patriota. Porém, em nosso território nacional há grandes exemplos de patriotas, os heróis da força Expedicionária Brasileira (FEB), que após o ataque dos nazistas contra as embarcações civis brasileira entraram na guerra com as forças aliadas a fim de acabar com as ameaças que poderiam subjugar o Brasil. Quando os pracinhas desembarcaram na Itália realizaram a tomada do Monte Castelo, demonstrando seu valor e sua determinação de forma patriota para o mundo.

Portanto, o espírito patriota pode ser exteriorizado de várias formas, como proteção da terra em que se vive, manter uma vida exemplar, expressar valores que exaltam a história da nação e participar de manifestações culturais que desenvolveram em nossa terra pelo tempo. Além desses, o exercício da cidadania é de vital importância para a pátria, logo, com a participação popular nos processos eleitorais, escolhendo os seus representantes políticos é a forma mais democrática de decisão o qual dará o rumo em que a nação possa seguir, como também está envolvido nos acontecimentos da comunidade em que vive o cidadão, é o meio mais clássica de evidenciar o interesse pela pátria, porque com essas atitudes pronunciam o cuidado que possuem com o espaço territorial em que vive. Assim, para que o cidadão desenvolva o senso crítico reacendendo o patriotismo, é necessário que haja discussões e ações

Relacionadas

Leave a Comment