Brasileiro de Velocidade: Cascavel será sede do primeiro campeonato de Canoagem após Olimpíadas

Serão cerca de 300 atletas disputando as competições, inclusive os que estão no Japão para as disputas das Olimpíadas

Atletas brasileiros olímpicos e paraolímpicos da canoagem ainda nem disputaram suas provas em Tóquio, mas já tem destino certo após as Olimpíadas. Em setembro o encontro deles é em Cascavel com mais de 300 atletas no Campeonato Brasileiro de Canoagem de Velocidade e Paracanoagem.

Representantes da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) estiveram na manhã de hoje (22) com o prefeito Leonaldo Paranhos para alinhar os detalhes do Campeonato Brasileiro de Caonagem Velocidade e Paranacanoagem, evento que está programado para acontecer de 23 a 26 de setembro no Lago Municipal de Cascavel.

De acordo com Edgar Hubner, diretor-geral da CBCa, será a primeira vez que os atletas que estão nas Olimpíadas de Tóquio participarão de uma competição. Três atletas olímpicos e sete paralímpicos participam das disputas no Japão. Estarão presentes os melhores atletas do Brasil e a competição é classificatória para os jogos Sul-Americanos.

Segundo Hubner, a infraestrutura da cidade, a modernidade do aeroporto e a raia que é uma das melhores do Brasil foram fatores decisivos para a realização do evento. “Esses fatores juntos fazem com que a cidade tenha as melhores condições para a realização”, diz.

O prefeito Leonaldo Paranhos enfatiza que Cascavel tem buscado a realização de eventos que tenham ligação com a cidade. “A canoagem é um desses eventos. Eu não estou falando apenas da pista que é uma referência, mas de material humano, de pessoas. Para nós não é apenas um evento,  será um grande evento de canoagem por uma série de motivos. Pela nossa tradição, pela nossa pista, pelo momento que estamos vivendo e o esporte será uma ferramenta de saída da pandemia e início de retomada”, avalia.

Heber Gomes, coordenador operacional do evento, destaca que a cidade oferece uma estrutura excelente e que há tempos Cascavel estava na mira da CBCa para a realização da competição. Ele observa que a estrutura que o Lago Municipal oferece para as competições. “A direção da raia favorece o rendimento dos atletas”, diz.

A atleta cascavelense Ana Paula Vergutz, que participou da reunião, diz que a atual gestão incentiva o fortalecimento da modalidade em Cascavel. “Hoje poder trazer, com toda essa estrutura, um campeonato brasileiro, maior evento da canoagem nacional, é muito gratificante. Para mim será uma honra poder remar em casa, fico muito feliz de ter essa oportunidade”, afirma.

O presidente da Fundação Municipal de Esportes, Edson Queiroz, afirma que a competição beneficia toda a cidade. “Movimenta economia. A cidade ganha com isso quando se tem esse tipo de competição”, observa.

Foto e Texto: Secom Cascavel

Relacionadas

Leave a Comment