Confirmação de casos de covid-19 leva Câmara a retomar medidas restritivas

O presidente da Câmara Municipal, vereador Alécio Espínola (PSC), assinou nesta segunda-feira (17) o Ato da Presidência 01/2022, estabelecendo que a partir da próxima terça-feira (18) o Legislativo voltará a adotar o modelo de trabalho remoto e revezamento de servidores no local de trabalho.

O motivo, de acordo com o presidente, é “o crescente número de casos confirmados de Covid-19 em Cascavel, inclusive entre servidores da Câmara”. O ato tem validade até o dia 28 de janeiro e será publicado do Diário Oficial de amanhã.

Até o momento, pelo menos seis servidores estão positivados para Covid-19 e mais de uma dezena afastados após ter contato direto com os colegas.

As atividades da Câmara seguem, porém, sem interrupção. Os setores administrativos como Presidência, Diretoria Legislativa, Diretoria Administrativa, Procuradoria e Controle Interno, devem definir quantos servidores são necessários em trabalho presencial mínimo. Os demais servidores permanecem em trabalho remoto e devem estar de sobreaviso para qualquer necessidade de comparecimento presencial. Os vereadores têm autonomia e responsabilidade pelas decisões quanto às suas assessorias, desde que garantam a redução de circulação de pessoas e o revezamento de servidores.

As sessões, audiências públicas, homenagens e outras reuniões previstas para acontecer no plenário ou nas dependências da Casa devem obedecer à lotação máxima de 50% da capacidade.

Foto: Flavio Ulsenheimer

Assessoria de Imprensa/CMC

Relacionadas

Leave a Comment