Corinthians busca reabilitação na Libertadores contra Deportivo Cali

O duelo será a partir das 21h

© Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Qual Corinthians o torcedor que for à Neo Química Arena, em São Paulo, verá nesta quarta-feira (13) contra o Deportivo Cali (Colômbia) pela 2ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores? O time que perdeu do Always Ready (Bolívia) por 2 a 0 há uma semana ou o que venceu o Botafogo por 3 a 1 no último domingo (10)? A resposta poderá ser conferida a partir das 21h (horário de Brasília).

O tropeço diante dos bolivianos, mesmo considerando os 3,6 mil metros de altitude da capital La Paz, na primeira rodada, deixou cicatrizes. Membros de uma torcida organizada do Timão foram ao Centro de Treinamento do clube para cobrar o elenco. Alguns jogadores receberam ameaças, como o goleiro Cássio, que chegou a registrar um boletim de ocorrência sobre o caso, que é investigado pela Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), da Polícia Civil de São Paulo.

No domingo, a estreia no Campeonato Brasileiro, especialmente pelo primeiro tempo, trouxe calmaria ao dia a dia do Alvinegro. Não significa, no entanto, que Vitor Pereira repetirá a formação que derrotou o Botafogo. O treinador tem se preocupado com o desgaste pela maratona de jogos, recordando da semifinal do Campeonato Paulista, quando a equipe não conseguiu esboçar reação e foi superada pelo São Paulo, por 2 a 1, no Morumbi.

Em relação ao time de domingo, a expectativa, pelo menos, é das voltas de Fagner e Renato Augusto à equipe titular. O lateral cumpriu suspensão contra o Botafogo, mas já seria desfalque, pois tratava uma lesão muscular. Já o meia foi relacionado para o jogo no Rio de Janeiro, mas sequer saiu do banco de reservas, preservado. João Pedro e Gustavo Mantuan podem ser sacados para dar lugar à dupla.

O zagueiro Gil, outro que não foi a campo diante do Glorioso, briga com Raul Gustavo por um lugar na equipe, assim como Fábio Santos, que pode ter nova chance na lateral esquerda, na vaga de Lucas Piton. No ataque, o posto de centroavante é disputado por Róger Guedes e Júnior Moraes.

A provável escalação terá: Cássio; Fagner, João Victor, Gil (Raul Gustavo) e Fábio Santos (Lucas Piton); Du Queiroz, Paulinho, Maycon e Renato Augusto; Willian e Júnior Moraes (Róger Guedes).

O Deportivo Cali teve largada mais positiva que a corintiana na Libertadores, já que recebeu o temido Boca Juniors (Argentina) na estreia e venceu por 2 a 0, na cidade de Cali. Os colombianos encerraram a primeira rodada na ponta do Grupo E, com os mesmos três pontos do Always Ready. Apesar disso, a equipe ocupa somente a 19ª e penúltima colocação no campeonato nacional. No domingo, o time ficou no 1 a 1 com o Junior Barranquilla, em casa, levando o gol de empate nos acréscimos, marcado pelo atacante Miguel Borja, ex-Palmeiras.

O único desfalque na equipe dirigida pelo técnico venezuelano Rafael Dudamel (ex-Atlético-MG) é o atacante Yony González (ex-Fluminense e que defendeu o próprio Corinthians em 2020), que está contundido. O goleiro Guilherme de Amores (ex-Fluminense) é outro do elenco com passagem pelo futebol brasileiro.

O time colombiano deve alinhar com Guilherme de Amores; Aldair Gutiérrez, Guillermo Burdisso, Jorge Marsiglia e Christian Mafla; Kevin Velasco, Yimmi Congo, Edgard Camargo e Jhon Vásquez; Téo Gutierrez e Ángelo Rodríguez.

(Agência Brasil)

Relacionadas

Leave a Comment