Dia Mundial da Água: Ação mostra a importância da preservação dos mananciais

Secom

Hoje (22) é o Dia Mundial da água e para despertar a conscientização entre os consumidores, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), por meio do setor de Educação Ambiental em parceria com a Sanepar e  o setor de Endemias da Secretaria de Saúde, realiza durante toda a manhã, uma ação junto à população.

Estão sendo distribuídos panfletos educativos e bolsas de ráfia . “O Dia da Água é muito importante para refletirmos sobre o papel do cidadão e sua atitude em relação aos cuidados com nosso manancial de abastecimento, que é o rio Cascavel e também com todos os mananciais. Cascavel esta em cima de um divisor de três bacias hidrográficas, e entendemos a importância de nosso cuidado para que a água seja e tenha um ciclo perene e os nosso rios também, deixando as vidas  animal e humana com água disponível para sobreviver”, disse o secretário, Ney Haveroth, do Meio ambiente que participou da abertura da ação realizada em frente ao Paço Municipal.

À tarde, no Lago Municipal, será realizada uma pesca, com idosos que participam do programa Felicidade do Idoso. “A pescaria hoje é restrita aos idosos, nos próximos dias estaremos elaborando um calendário e divulgando a data para  uma pescaria aberta à toda população”, explicou Ailton Lima, diretor da Sema.

Neste Dia Mundial da Água, o setor de Educação Ambiental vai reforçar as ações e informações junto à população  sobre a necessidade de cuidados com este bem tão precioso e também sobre a necessidade de se fazer a separação e acondicionamento correto do lixo reciclável. “Estamos orientando as pessoas sobre a importância da separação do lixo reciclável e, ao mesmo tempo, estamos trabalhando junto com a Secretaria de Saúde no combate à dengue. É importante que as pessoas saibam que é possível separar corretamente o lixo reciclável, guardá-lo de forma correta e assim evitar o acúmulo de água nestes recipientes, que posteriormente são recolhidos pelo programa Reciclar é Preciso e levado para os Ecopontos para serem transformados em renda para as famílias de catadores que trabalham nestes locais”, explicou, Indialara Rossa, responsável pelo setor de Educação Ambiental da Sema.

(Secom)

Relacionadas

Leave a Comment