Empresas e órgãos públicos se integram para buscar solução para fios e cabos soltos

O problema de fios de telefonia e internet caídos, baixos demais ou soltos nos postes de Cascavel voltou a ser assunto de uma reunião integrada que envolveu representantes do Município, Transitar, Copel, Procon, Corpo de Bombeiros e o Legislativo, além das empresas operadoras.

A reunião, que serviu para avaliar o trabalho desenvolvido desde o primeiro encontro, aconteceu no auditório da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop).

O primeiro encontro foi realizado no dia 1º de julho e, a partir daí, foi criado um grupo de trabalho envolvendo a Copel e as operadoras de telefonia e internet que locam o espaço nos postes de energia. Desde então, 69 demandas encaminhadas pela população foram atendidas e resolvidas rapidamente pelo canal de comunicação criado para esse fim. As denúncias feitas ao telefone 156 são encaminhadas à Copel que, por sua vez, aciona imediatamente as empresas para fazerem os reparos.

De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão, Edson Zorek, a tolerância será zero para aqueles que insistirem em não obedecer a legislação. “Ficou muito claro nessa reunião que é tolerância zero com o infrator, aqueles não cumprem a legislação, aquele caminhão que é muito alto, que está arrebentando fios e que está fora das normas e também com aquelas empresas que têm fios soltos. Também veio à tona outro problema, que é o furto dos cabos”, diz Zorek.

A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) está fazendo um cadastramento de todos os locais que compram materiais recicláveis para coibir a comercialização dos cabos furtados.

Denúncias de fios das operadoras caídos, soltos ou arrebentados podem ser feitos para o telefone 156, que dará o encaminhamento necessário. Já em casos de fios energizados, o acionamento deve ser diretamente com a Copal, pelo telefone 0800 5100116.

Helio Jose Dalgallo, gerente da agência da Copel em Cascavel, explica que uma legislação federal obriga a concessionária a compartilhar os postes com outras operadores. “A Copel tem responsabilidade de manter as estruturas em boas condições, cada uma das operadoras é responsável pela sua fiação, pelos seus condutores instalados nos postes”, diz.

Uma nova reunião acontecerá na segunda quinzena de novembro na Câmara de Vereadores de Cascavel.

(Secom)

Relacionadas

Leave a Comment