Estação Ferroviária de Londrina na década de 1950

Essa bela foto foi publicada na página Londrina de Antigamente e retrata a estação ferroviária de Londrina na década de 1950.

A imagem pertence ao acervo de Sueli Mizubuti e foi enviada à página como colaboração por Lopes Londrina.

História

A estação de Londrina foi aberta em 1935, no mesmo dia em que a ponte sobre o rio Tibagy foi inaugurada, dando passagem ao trem, que chegava a uma cidade que havia crescido enormemente desde sua fundação em 1929, no antigo Patrimônio Três Bocas.

O trem chegou quando Londrina já era município e podia ser alcançada a partir de Jataizinho, ponta dos trilhos desde 1932, por estradas de rodagem sofríveis, mas suficientes para o seu crescimento. Em 10 de fevereiro de 1933, um terminal rodoviário para cargas foi aberto na cidade, recebendo o que era descarregado na estação de Jataí (ver caixas abaixo).

A estação foi inaugurada em 1935 e, realmente, o trem veio acelerar o desenvolvimento da nova cidade.

Como memória justificativa do Orçamento da Estação de 11 de agosto de 1945, consta que: “A atual estação de Londrina não é suficiente ao movimento de mercadoria e passageiros naquela localidade. Por este motivo e diante do crescente desenvolvimento daquele próspero município do Norte do Estado, foi organizado o presente projeto e orçamento de uma nova e ampla estação em alvenaria, com todas as instalações necessárias ao tráfego, tais como agência e dependências e serviço comercial, escritório da Residência da Via permanente, serão alí instalados. O projeto prevê as melhores acomodações aos serviços da Rede e conforto ao público“.

O novo prédio seria construído no mesmo local da estação original, enquanto o antigo armazém seria adaptado como estação provisória. Isso realmente aconteceu, mas a obra sofreu atrasos devido a vários motivos não previstos, inclusive brigas políticas. O novo prédio, em estilo alemão, foi finalmente inaugurado em 19 de julho de 1950.

Em 1966, apenas dezesseis anos depois de inaugurada, já se pensava em construir uma nova estação fora da cidade, na parte norte, para desviar os trilhos que já começava, diziam, a atravancar o crescimento da cidade.

Em 10 de março de 1981, acabou o trem de passageiros do ramal Ourinhos-Cianorte. A variante ficou pronta em 1982 e a antiga estação, depois de alguns anos abandonada, transformou-se, em 1986, em museu.

(Fonte: Estações Ferroviárias do Brasil)

Relacionadas

Leave a Comment