Governo licita R$ 1,7 bilhão em obras, projetos e serviços em rodovias em 2021

Editais lançados neste ano pelo DER/PR preveem duplicações, terceiras faixas, pavimentações, viadutos, iluminação, conservação de rodovias, reforço na segurança viária e guinchos

Duplicação da BR-277 em Cascavel – Cascavel, 02/08/2021 – Foto: José Fernando Ogura/AEN

Em 2021, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) publicou editais para contratação de obras, projetos e serviços que superaram a marca do R$ 1,7 bilhão. São duplicações, terceiras faixas, pavimentações, viadutos, iluminação, recuperação de obras de arte especiais (viadutos e pontes), conservação de rodovias pavimentadas e não-pavimentadas, reforço na segurança viária e disponibilização de guinchos.

“Tiramos do papel demandas históricas, como a duplicação da PR-445 em Mauá da Serra, a duplicação da PR-317 entre Maringá e Iguaraçu, e avançamos em mais uma etapa na duplicação da Rodovia dos Minérios, em Almirante Tamandaré”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex. “E permanecemos avançando nas obras que já contratamos, principalmente por meio de nossas parcerias com o BID e a Itaipu Binacional, consolidando o Paraná como o maior canteiro de obras do Brasil”.

Também foram publicados este ano os editais de duplicação da BR-277 em Cascavel, de ampliação da capacidade da PR-092 na região Norte, da execução de um viaduto na BR-376 em São José dos Pinhais, de restauração da ponte Ayrton Senna em Guaíra, de melhorias na iluminação da Rodovia Deputado João Leopoldo Jacomel em Pinhais e Piraquara, de uma passarela na PR-340 em Tibagi, de melhorias em pontes na região Noroeste e também de reparos e melhorias no sistema de drenagem e obras de arte corrente em cinco rodovias. Somente os editais de obras já somam R$ 711.880.782,52.

Em 2021 também foram publicados, ainda, os editais para a elaboração de seis projetos executivos de engenharia, com um valor estimado de R$ 16.718.139,67. Dois deles contemplam a restauração e ampliação da capacidade da PR-463, entre Nova Esperança (Noroeste) e Santo Inácio (Norte).

Outros editais publicados referem-se à restauração e ampliação da capacidade da PR-317 entre Iguaraçu (Noroeste) e a divisa com São Paulo. Também foi licitada a pavimentação da PR-990, entre Rebouças (Centro-Sul) e a PR-364, e a restauração da ponte sobre o Rio Jordão na PR-170, em Guarapuava.

DESTAQUE – O destaque do ano, em termos de orçamento, ficou para as licitações de serviços de conservação, operação de tráfego e de segurança viária, totalizando R$ 997.151.884,87.

O maior valor ficou para o novo Programa de Segurança Viária das Rodovias Estaduais (Proseg Paraná) do DER/PR, que estimou um investimento de R$ 457 milhões para atender 9.965,43 quilômetros de rodovias com serviços de sinalização horizontal e vertical, instalação de dispositivos de segurança, e a manutenção e reposição no caso de vandalismo, furto ou danos, em oito lotes.

Com o fim dos pedágios do Anel de Integração, o DER/PR previu investimentos de R$ 135 milhões para conservação das rodovias estaduais no intervalo entre concessões, e outros R$ 99 milhões para serviços de guinchos leves e pesados, apoio ao combate a incêndios e atendimento a incidentes com animais soltos na pista das rodovias federais e estaduais que antes pertenciam ao anel.

“Com o cronograma ajustado para as novas concessões, iniciamos as licitações dos serviços que vão atender a população durante este período, como a de conservação do pavimento, e a dos serviços de operação de tráfego rodoviário. Mais uma vez, o DER mostra sua capacidade técnica, com a realização de serviços em um volume inédito em sua história, se juntando a grandes obras rodoviárias em execução em todas as regiões do Estado”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.

MAIS SERVIÇOS – Também foram lançados editais para contratar serviços de conservação do pavimento de 307,56 quilômetros de rodovias na região Noroeste e 193,27 quilômetros na região Oeste, atendendo trechos cujos contratos de conservação anteriores não foram executados.

E, com o término de contratos de conservação vigentes, o DER/PR também está licitando a conservação de 520,25 quilômetros de rodovias nas regiões Centro e Centro-Sul do Estado. Para estes três casos, o orçamento total estimado foi de R$ 196 milhões.

Outros 10 editais preveem o atendimento a rodovias não pavimentadas, com serviços de conservação e manutenção, enquanto outras soluções para estes trechos são planejadas.

Relacionadas

Leave a Comment