Marinha determina que barcos mantenham distância de Cataratas após acidente em Capitólio

O passeio do Macuco Safari está mantido, mas as embarcações não podem navegar embaixo das quedas d’água

A Marinha do Brasil determinou, nesta segunda-feira (10), que barcos que fazem o passeio do Macuco Safari no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, na região oeste do Paraná, não se aproximem das rochas das Cataratas. O ofício temporário foi emitido após a queda de um paredão que matou dez pessoas em Capitólio, Minas Gerais, no último sábado (8).

O passeio do Macuco Safari está mantido, mas as embarcações não podem navegar embaixo das quedas d’água e próximo das rochas das Cataratas, até a apresentação de laudos geológicos. A medida foi tomada como uma precaução.

Uma reunião entre o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), órgão ambiental do governo brasileiro, e a Marinha acontece na tarde de hoje. Mais detalhes serão repassados pela comunicação do Parque Nacional do Iguaçu na sequência.

Foto: Acervo Macuco Safar

(Banda B)

Deixe um comentário