Morre a pastora e cantora Ludmila Ferber, aos 56 anos

A pastora e cantora Ludmila Ferber morreu no fim da tarde desta quarta-feira (26) após perder a luta para um câncer.

A informação sobre a morte da pastora foi confirmada pela revista Quem, da Editora Globo.

Em 2018, ela mesma revelou o diagnóstico. “‘Em tempos de guerra, nunca pare de lutar’. Hoje estou entrando num momento único e surpreendente da minha vida: o tratamento de quimioterapia. Mas, ainda que o ritmo de viagens para ministrações diminua durante um tempo, meu ministério não parou. E nem vai parar”, comentou, na época, Ludmila.

Em março do ano passado a cantora iniciou uma nova luta contra o câncer. Em post nas redes sociais, ela contou que teve um aumento de células cancerígenas no fígado e precisou suspender a quimioterapia para iniciar um novo tratamento. Nesta tarde de quarta-feira, 26, a cantora veio a falecer.

Biografia

Ludmila Ferber começou seu ministério em 1992 como pastora. Em 1996 lançou seu primeiro álbum chamado “Marcas”. No ano de 2001, com o disco “Adoração profética 1 – Sonhos de Deus”,  a cantora ganhou destaque no cenário gospel nacional. A música que dá título ao álbum se tornou um dos maiores hits daquele ano e é lembrado até hoje se tornando uma canção que rompeu a barreira do tempo.

A pastora, cantora e compositora, nasceu em 8 de agosto de 1965 no Rio de Janeiro, e dizia ser uma verdadeira carioca ‘da gema’. Ela sempre amou as artes, escrevendo sua primeira música aos 8 anos, estudou canto, violão e até teatro.

Ludmila ingressou na faculdade de pedagogia da UFRJ, transferiu para letras, mas no final não concluiu. Queria viver de música. Aos 20 anos converteu-se ao cristianismo em um pequeno grupo em Niterói, e desde então construiu sua vida dentro da igreja.

Seu álbum Marcas, lançado em 1996, foi o começo de uma estrada que dura mais de 20 anos. Seus maiores sucessos incluem Sonhos de Deus, Sopra Espírito, Ouço Deus me Chamar e Nunca pare de lutar – que também é o título de seu livro, lançado em 2013 por Thomas Nelson Brasil. Durante sua luta contra o câncer de pulmão, ela lançou seu primeiro álbum em 5 anos, Um Novo Começo. Ela vive até hoje no Rio com suas filhas e seu gato.

Relacionadas

Leave a Comment