Fotógrafo Xico Tebaldi morre por complicações da Covid-19

Morreu aos 61 anos, na madrugada desta quinta-feira (8), o fotógrafo e historiador Doraci Pietro Tebaldi, o popular “‘Xico.” Ele estava internado no Hospital Universitário e não resistiu às complicações causadas pelo Covid-19. O sepultamento será no Cemitério Central e não haverá velório.

Xico iniciou sua carreira como fotógrafo na década de 70 e ao longo de sua carreira trabalhou nos jornais Fronteira do Iguaçu, O Paraná e Folha de Londrina. Trabalhou ainda na Prefeitura de Cascavel, entre 1979 e 1983. Já no fim da década de 80, idealizou o MIS (Museu da Imagem e do Som de Cascavel), fundado em 1988. No ano seguinte Xico também contribuía com na fundação da Associação dos Jornalistas da cidade.

Apaixonado pela história do município, Xico mantinha também seu acervo particular, o qual era compartilhado por ele para com a sociedade em suas publicações nas redes sociais, em 2020, ele chegou a receber uma medalha de mérito cultural.

Cascavel Nostálgica

Em setembro de 2020, Xico Tebaldi foi procurado pelo Boas Notícias que pediu autorização para usar suas fotos históricas em uma coluna no jornal Boas Notícias. Prontamente ele autorizou. “Podem usar a vontade minhas imagens”, disse, à época, em mensagem de whatsapp. Nascia, então, a coluna Cascavel Nostálgica, contando a história de Cascavel em imagens. Na última noite, recebemos a triste notícias de que Tebaldi se tornou mais uma das vítimas da Covid-19. Tebaldi deixou um grande legado em Cascavel. Promoveu um resgaste histórico da cidade ao criar o Museu da Imagem e do Som de Cascavel (MIS).

Foto: Arquivo Pessoal Xico Tebaldi

 

Deixe um comentário