Os números que fazem de Cascavel uma das melhores cidades do Brasil

Cascavel segue no caminho oposto ao de boa parte dos municípios brasileiros. Mesmo sentindo os impactos da maior crise sanitária do último século, apresenta resultados surpreendentes que o colocam em posições de destaque em alguns dos principais rankings nacionais. Cascavel é a 4ª melhor cidade em urbanismo e a 11ª entre as melhores do IDGM 2021, o Índice de Desempenho da Gestão Municipal. É disso que falou na noite de quinta-feira, durante reunião empresarial da Acic, o prefeito Leonaldo Paranhos, que esteve na entidade acompanhado de secretários.

“Estamos muito bem. Resultado de muito trabalho, união e principalmente de diálogo sério e respeitoso”, afirmou Paranhos. De acordo com o prefeito, o dever de todos é olhar com responsabilidade para as questões sociais e, por meio de parcerias, gerar empregos, renda e qualidade de vida. “E, felizmente, o êxito dessas ações está aparecendo”. Os indicadores foram apresentados pelo chefe de Gabinete, Thiago Stefanello, que dividiu em quatro os principais avanços alcançados pelo município recentemente.

Cascavel acumula três recordes importantes no primeiro semestre de 2021. De exportações, no valor de R$ 1,4 bilhão, no VBP (Valor Bruto de Produçã0) de R$ 2,2 bilhões (pela primeira vez Cascavel passa Castro e agora está em segundo lugar no Estado, atrás apenas de Toledo) e é destaque na geração de empregos, com mais de cinco mil postos criados nos primeiros meses do ano. Outro dado importante é o de Cascavel ter o menor coeficiente de mortalidade de coronavírus entre as dez maiores cidades do Paraná.

Durante a apresentação, Thiago trouxe alguns números que mostram a força econômica de Cascavel. O PIB em 2019 foi de R$ 14,4 bilhões com renda per capita do município de R$ 37,3 mil. Quase 64% da matriz econômica é formada pelo comércio e serviços, setores seguidos pela indústria com 16,4%, administração pública com 14,1% e agropecuária com 5,6%. Os principais parceiros locais nas exportações são China, Paraguai, Alemanha, África do Sul, Reino Unido e Uruguai. Os principais itens de exportação são carnes, sementes e frutos e fertilizantes.

Cascavel também avança na desburocratização com diversos serviços já disponíveis eletronicamente. A prestação de contas, na Acic, incluiu informações sobre obras já executadas, nos mais diferentes setores, e de futuros projetos. Durante o encontro com os empresários, Paranhos também informou de medidas para auxiliar o turismo e o setor de hospedagem. Uma delas é a redução temporária de alíquota, para 2,5%, incidente sobre serviços de hospedagem – benefício semelhante alcançará agências de turismo. O presidente da Acic, Genesio Pegoraro, disse que Cascavel é uma cidade pujante e que terá um futuro de grandes conquistas e realizações.

Crédito: Assessoria

 

Relacionadas

Leave a Comment