Palestras abordam temas educativos para crianças e adolescentes do Eureca I

As palestras foram conduzidas por especialistas de cada área
Divulgação

Crianças e adolescentes atendidos pelo projeto Eureca I, no Bairro Interlagos, tiveram hoje (23) uma programação diferente. Sob o comando de assistentes sociais da unidade Saúde da Família (USF) do Bairro Tarumã, as crianças puderam aprender um pouco mais sobre higiene pessoal, Estatuto da Criança e Adolescente, alimentação saudável e bullyng.

As palestras foram conduzidas por especialistas de cada área.

O Eureca I, atende em média 170 crianças e adolescentes por dia, mas por conta da pandemia este número foi reduzido para  40 atendimentos diários. “O Eureca  é um Centro de Convivência que desenvolve o serviço de fortalecimento de vínculos para crianças de 6 a 12 anos e faz parte da Secretaria de Assistência Social do Município”, explicou Adriana Rossini, Coordenadora do Eureca I. As crianças e adolescentes atendidos pelo programa, tanto no período da manhã quanto à tarde, recebem um lanche, desenvolvem  diversas atividades e oficinas. Para as crianças que  frequentam o Eureca pela manhã é servido almoço e jantar para os que são assistidos a tarde. “Também temos o cuidado de desenvolver atividades junto aos pais, com as famílias”.

Além das palestras às crianças e adolescentes, também puderam assistir vídeos educativos e uma peça teatral, realizada por residentes de Assistência Social do Programa de Residência Multiprofissional  em saúde da família.

O Projeto

O Projeto Ações Educativas em Saúde realizado no Centro de Convivência – Eureca I tem o objetivo de promover a saúde, bem como divulgar os serviços disponibilizados para a comunidade, contribuindo assim para a prevenção aos agravos em saúde, como preconiza a legislação vigente.

“Nós gostamos de trabalhar com as crianças porque elas podem exercitar este conhecimento adquirido aqui ao longo de suas  vidas. Elas exercitam o que é a prevenção, a saúde bucal e como previnir pressão alta. Quando  adultas estes conhecimentos começam a ser absorvidos, por isso enfatizamos tanto o trabalho de prevenção”, destacou Marelise Zini, assistente social da USF Tarumã.

Para os estudantes de Nutrição Gabrielly Caovilla e Miriam Leonel, e do Programa de Residência Multiprofissional de Cascavel, Anderson Carbony e Heloysa Pereira; “são  importantes os temas abordados porque com estas atividades a gente consegue propiciar às crianças uma reflexão a cerca do desenvolvimento infantil delas e, assim, a gente pode no futuro, evitar que estas crianças sejam adultos depressivos, ansiosos, com medo de socializar e ter dificuldade nas relações. Quando a gente trabalha, estes temas na infância, lá na frente estas pessoas não carregarão consigo estes  problemas”, finalizou a assistente social, Heloysa Pereira.

(Fonte: Secom)

Relacionadas

Leave a Comment