Paraná recebe nesta quarta 1º lote de reforço da Janssen

As doses da Janssen devem ser destinadas para reforço da população de fronteira internacional (91.150), população de rua (9.550) e parte da população adulta (31.350).

Gilson Abreu/Aen

O Paraná receberá 132.050 vacinas contra a Covid-19 da Janssen nesta quarta-feira (8), no primeiro lote do braço farmacêutico da Johnson & Johnson, integralmente destinado à dose reforço (DR).

Segundo a prévia do Informe Técnico do Ministério da Saúde dessa remessa, as doses devem ser destinadas para reforço da população de fronteira internacional (91.150), população de rua (9.550) e parte da população adulta (31.350).

Os imunizantes devem chegar ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 13h50 no voo LA-3293, juntamente com mais 107.640 doses da farmacêutica norte-americana Pfizer/BioNTech. Ao todo, o Estado receberá 239.690 vacinas neste lote. A remessa da Pfizer ainda não tem destinação definida pelo Ministério da Saúde.

JANSSEN

O imunizante Janssen obteve registro emergencial de uso aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 1º de abril deste ano e foi disponibilizado para a população em junho. A vacina é recombinante de vetor viral e destacava-se das demais pelo método de administração em dose única.

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, vinculada ao Ministério da Saúde, divulgou no mês passado a Nota Técnica nº 61/2021 recomendando a dose reforço – neste caso a segunda dose – às pessoas que tenham tomado o imunizante Janssen no intervalo mínimo de dois meses, podendo chegar até seis meses.

O documento afirma que a dose reforço deve ser aplicada com o mesmo imunizante, com exceção de mulheres que tenham tomado a Janssen e que, neste momento, estejam grávidas ou no período de puerpério. Nestes casos recomenda-se a utilização do imunizante da Pfizer.

(AEN)

Deixe um comentário