Pedágios que continuam em operação na região de Curitiba vão ficar mais caros no domingo

Segundo a Planalto Sul, o reajuste é válido ainda para outras três praças de pedágio do estado de Santa Catarina

Duas das quatro praças de pedágio em operação na região metropolitana de Curitiba vão ficar mais caras a partir do próximo domingo (20).

Segundo a Arteris Planalto Sul, a decisão foi publicada no Diário Oficial e autoriza a revisão dos valores em 10,74%, com base na evolução do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Na região, o reajuste é válido para a BR-116, em Fazenda Rio Grande e Rio Negro.

Segundo a Planalto Sul, o reajuste é válido ainda para outras três praças de pedágio do estado de Santa Catarina.

Para automóveis simples, a tarifa passa a custar R$ 6,90 nas duas praças da região.

O contrato de concessão estadual dos pedágios foi encerrado em novembro de 2021, mas quatro praças seguem em operação por estarem em rodovias interestaduais. Além de Fazenda Rio Grande e Rio Negro, estão em operação as praças de São José dos Pinhais, na BR-376, e Campina Grande do Sul, na BR-116.

Justificativa

Segundo a Arteris Planalto Sul, a concessionária já investiu cerca de R$ 1,7 bilhões na BR-116 entre Curitiba/PR e Capão Alto/SC até o ano de 2021, com destaque para a duplicação de 25,4 km no trecho entre Curitiba e Mandirituba/PR, o investimento de R$ 110 milhões em obras de contenção da Serra do Espigão em Monte Castelo/SC, e os 35,2 km de terceiras faixas no trecho catarinense.

“Nos últimos 10 anos a Arteris Planalto Sul reduziu em 24,64% o número de acidentes na BR-116 e mais de 40% as fatalidades no trecho concedido. A redução é atribuída principalmente às melhorias em segurança viária realizadas na rodovia, assim como as campanhas de fiscalização e conscientização realizadas em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e ANTT”, diz a concessionária.

Confira abaixo os novos valores:

Foto: Franklin Freitas

(Banda B)

Relacionadas

Leave a Comment