Programa Caixa d’Água Boa chega a mais 33 municípios do Paraná

Apenas nesta gestão, 3.500 famílias em 134 municípios já foram atendidas. O Caixa d’Água Boa disponibiliza uma caixa d’água e um kit de instalação para as famílias que não possuem caixa d’água no domicílio. Elas recebem capacitação para instalação adequada e um subsídio financeiro de R$ 1.000,00 para viabilização da instalação.

O programa Caixa d’Água Boa, desenvolvido pela Secretaria de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e pela Sanepar, chegou a mais 875 famílias em situação de vulnerabilidade social em 33 municípios do Paraná. O investimento de R$ 875 mil, que pertence à fase III, foi feito com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Apenas nesta gestão, 3.500 famílias em 134 municípios já foram atendidas. O Caixa d’Água Boa disponibiliza uma caixa d’água e um kit de instalação para as famílias que não possuem caixa d’água no domicílio. Elas recebem capacitação para instalação adequada e um subsídio financeiro de R$ 1.000,00 para viabilização da instalação.

“Queremos levar este projeto para o maior número possível de municípios. Ter água em casa é fundamental para a saúde, a higiene e a alimentação. É um programa social transformador e que conta com uma força-tarefa no Governo do Estado”, disse o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

De acordo com o coordenador do projeto na Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, Everton de Oliveira, o benefício é fundamental neste momento de estiagem no Paraná. Outro ponto destacado é a pandemia, que exige higienização constante para proteção da transmissão. “Estamos alcançando cada vez mais localidades e o retorno das famílias é excelente. O Paraná enfrenta uma crise hídrica e a caixa d’água é fundamental para enfrentar esse período com dignidade”, acrescentou.

O diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile, destacaou a importância do Caixa d’Água Boa e a parceria com os municípios: “A Sanepar tem uma importante função social e um compromisso com o Governo e as prefeituras de levar saúde. Esse programa consegue melhorar a vida das famílias de maneira imediata e é muito importante para a Sanepar fazer parte dessa inovação”, completou.

NOVOS MUNICÍPIOS – Os municípios que receberam os novos recursos foram Agudos do Sul, Altamira do Paraná, Alto Paraíso, Antônio Olinto, Arapuã, Bituruna, Boa Esperança do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida, Bom Sucesso do Sul, Campina do Simão, Curiúva, Foz do Jordão, Goioxim, Grandes Rios, Guaramiranga, Honório Serpa, Itapejara d’Oeste, Jaboti, Lindoeste, Manfrinópolis, Nova Esperança do Sudoeste, Novo Itacolomi, Paul Freitas, Pérola d’Oeste, Pranchita, Querência do Norte, Quinta do Sol, Ramilândia, Reserva do Iguaçu, Salgado Filho, Santa Amélia, São Pedro do Iguaçu e Tomazina.

REQUISITOS – Para participar do programa Caixa d’Água Boa, as famílias precisam atender cumulativamente aos seguintes critérios: residir em município que possua contrato de concessão ou programa vigente com a Sanepar; residir em domicílio abastecido pela companhia e que não possua caixa d’água; possuir renda familiar de até meio salário mínimo nacional por pessoa; estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal e encontrar-se em situação de vulnerabilidade social conforme o Índice de Vulnerabilidade das Famílias (IVFPR) do programa Nossa Gente Paraná.

CRISE HÍDRICA – O Paraná atravessa um período de severa estiagem, especialmente em Curitiba e Região Metropolitana, e em dois municípios do Sudoeste: Pranchita e Santo Antônio do Sudoeste. Desde o ano passado vigora no Estado o decreto de emergência hídrica, com interrupções no abastecimento de água. O cenário climático do inverno deste ano indica que o volume de chuva ficará entre próximo e abaixo da normalidade, à exceção do Litoral.

Foto: Arquivo AEN

(AEN)

Relacionadas

Leave a Comment