Projeto Rua Segura foca na volta às aulas com respeito ao código de trânsito para uma convivência pacífica nas áreas escolares

Cronograma do setor de Educação e Cidadania da Transitar começa nesta terça (8) e segue durante o ano letivo, com ações de conscientização em toda rede de ensino

Divulgação

Educação de trânsito e cidadania na via pública é o foco do Projeto Rua Segura da Transitar, que será retomado junto com o início deste ano letivo 2022. A volta presencial de estudantes de todos os níveis para os bancos escolares requer um lembrete importante quanto ao comportamento dos cidadãos envolvidos, sejam eles pais, professores, crianças, adolescentes e demais condutores que transitam pelo entorno, permissionários do transporte escolar e demais usuários da via pública.

As áreas escolares são locais onde há constante conflito no embarque e desembarque de alunos, principalmente quanto ao respeito às vagas especiais e a do transporte escolar, associado à tradicional paradinha em fila dupla que atrapalha o trânsito da maioria e, ainda, no que diz respeito ao comportamento de todos os condutores em relação à sinalização da faixa de pedestres. Há ainda a estacionada “por uns minutinhos” no abrigo do ônibus ou em frente a um portão, que também são atitudes que ferem o Código de Trânsito Brasileiro e interferem na vida da coletividade.

“Esses são comportamentos comuns, normalmente de quem sai de casa atrasado, em cima da hora, e pensa apenas no seu conforto, esquecendo que vivemos em comunidade. São essas atitudes que normalmente ameaçam a segurança do trânsito, pois geram pressa, desatenção e acidentes, alguns de grande gravidade. É nisso que queremos focar, pois as pessoas que transportam crianças estão sendo referência na formação dos futuros condutores, e devem dar um exemplo de trânsito humano e solidário”, enfatiza a encarregada do setor de Educação e Cidadania da Transitar, Luciane de Moura.

Projeto Universidade em Campo

Além das orientações aos condutores envolvidos com estudantes do ensino fundamental – que são pais, responsáveis, permissionários do transporte escolar – a Transitar inclui na programação os estudantes condutores universitários, por meio do Projeto Universidade em Campo, principalmente jovens dos anos iniciais do ensino superior e, também, os alunos da rede estadual e privada do último ano do ensino médio.

Com esse público, as abordagens dos agentes de trânsito e da equipe de educação, em parceria com os demais órgãos de segurança, será mantida o ano todo, com objetivo de focar no alto índice de acidentes que ainda é registrado em nossa cidade por falta de habilitação, por embriaguez ao volante e pelo descumprimento de normas como uso de celular ao volante, falta do cinto de segurança e excesso de velocidade.

“Nosso objetivo é sempre preservar a vida no trânsito. Queremos uma convivência pacífica e segura de todos, mas principalmente menos perdas de vidas prematuramente; estatísticas mostram que jovens são as principais vítimas da imprudência e com esforço de todos podemos mudar essa realidade”, destaca a presidente da Transitar, Simoni Soares.

Jovens representam 44% das vítimas

Estatística da Transitar feita com base no total de sinistros registrados no Sistema Bateu/PM/PR no perímetro urbano aponta 4.056 acidentes no ano passado em Cascavel. Em 29%, houve feridos (1.192 pessoas) e 30 óbitos.

Jovens na faixa etária de 18 a 29 anos representam 44% das vítimas no trânsito, seguido de 20% entre 30 e 40 anos.

Programação da semana

Dia 8 (Terça-feira) – Escola Mun. Arthur Carlos Sartori – Rua Cabo Hermito de Sá, 1011 – Sta. Felicidade – Das 11h20 às 12h

Dia 9 – Quarta-feira – Escola Mun. Ana Neri – Rua Aparecida dos Portos, 559 – Bairro 14 de Novembro – Das 7h às 8h

Dia 9 – Quarta-feira – Escola Mun. Dulce Andrade Siqueira Cunha – CAIC I – Rua Cardeal, 1309 – Residencial Clarito – Das 13h às 14h

Dia 10 – Quinta-feira – Escola Mun. Gladis Maria Tibola – Rua São Paulo, 80 – Centro – Das 13h às 14h

Dia 11 – Sexta-feira – Escola Mun. Hércoles Bosquirolli – Rua José do Patrocínio, 125 – Região do Lago. Das 7h às 8h

Dia 11 – Sexta-feira – Escola Mun. Maximiliano Colombo – Rua Domiciano Theobaldo Bresolin, 1255 – Brasília. Das 13h às 14h.

(Secom)

Relacionadas

Leave a Comment