Renovação de equipamentos tecnológicos garante maior agilidade aos serviços de Saúde

Foram adquiridos novos computadores e notebooks para utilização direta dos servidores. Contemplam as Regionais de Saúde, hospitais, áreas administrativas e de pesquisa, entre outras.

Buscando modernizar e melhorar o atendimento prestado pelas equipes dos vários setores da Secretaria da Saúde, o Governo do Estado investiu em 2021 quase R$ 4 milhões em tecnologia para a pasta. Foram adquiridos novos computadores e notebooks para utilização direta dos servidores, e contemplam as Regionais de Saúde, hospitais, áreas administrativas e de pesquisa, entre outras.

São 1,4 mil máquinas padrão desktop e 150 notebooks, e muitos deles já estão fazendo a diferença em vários locais. O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, ressaltou a importância das novas aquisições e disse que que a reestruturação tecnológica é uma prerrogativa do Governo do Estado.

“Por orientação do governador Ratinho Junior, a oferta de ferramentas modernas e avançadas representa um avanço na saúde pública, pois impacta diretamente na qualidade do serviço prestado à população”, afirmou.

O Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), que atua na área de pesquisa e desenvolvimento de produtos de interesse para a Saúde, por exemplo, há mais de sete anos não fazia uma atualização em suas máquinas. Em dezembro de 2021, 40 desses computadores chegaram ao CPPI, o que e foi motivo de comemoração para o diretor Rubens Gusso. “Hoje é um dia histórico para o Centro. Os novos computadores solucionarão um déficit de muitos anos da unidade. Precisamos de tecnologia moderna para avançarmos em nossos projetos”, enfatizou.

As farmácias especiais receberam 102 computadores para dar mais agilidade ao serviço. Já às 22 Regionais foram entregues 361 equipamentos, que variam de 10 a 20 máquinas para cada uma, dependendo da quantidade de municípios que abrangem.

Ao Complexo Hospitalar do Trabalhador, Hospital Adauto Botelho, Hospital de Dermatologia Sanitária do Paraná, Hospital Luiz Borba Carneiro, Hospital Dr. Anísio Figueiredo Zona Norte, Hospital Dr. Eulalino Ignácio de Andrade Zona Sul, unidades de transplantes de Curitiba, Cascavel, Londrina e Maringá e Hemepar, entre outros centros, foram destinados cerca de 34% de todo o investimento.

“Fizemos obras e reformas em vários locais durante o ano e, juntamente, renovamos os equipamentos. Havia essa necessidade e conseguimos de alguma forma suprir as demandas. Acompanhar os avanços tecnológico é importante para nossa pasta”, disse o secretário.

ENTREGAS – No início de dezembro, a 10ª Regional de Saúde recebeu 15 computadores e três notebooks. Os equipamentos foram destinados para áreas especializadas e os notebooks estão à disposição dos técnicos de todos os setores.

A Escola de Saúde Pública do Paraná e os Hospitais Zona Norte e Sul de Londrina, geridos pela Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná (Funeas), receberam, também em dezembro, 69 equipamentos para suas unidades.

Além dos computadores, mais 13 mil tablets serão disponibilizados para melhorias no avanço dos trabalhos desenvolvidos pelos agentes de saúde. O investimento para os novos equipamentos é de R$ 13 milhões. Com o tablet em mãos haverá mais agilidade nos registro das informações e no tempo de envio, e diminuirá a quantidade de material impresso. Eles serão utilizados durante as visitas domiciliares, com o intuito de aperfeiçoar os dados coletados.

“Os agentes comunitários de Saúde (ACS) e Endemias têm acesso direto com a população em suas ações, sendo assim o uso desse novo material vai auxiliar no levantamento de dados e registro de informações mais de forma mais eficaz. É uma importante ferramenta de trabalho e vai agregar muito às nossas ações”, disse Beto Preto.

(aen)

Relacionadas

Leave a Comment