Sanepar faz vistoria técnica em ligações de esgoto em Cascavel

Equipes contratadas pela empresa irão visitar 15 mil imóveis na bacia do Rio Cascavel

Divulgação

A Sanepar retoma a partir desta terça-feira (3) os trabalhos de vistoria técnica operacional no sistema de coleta de esgoto de Cascavel. Serão vistoriados 15 mil imóveis localizados nas regiões dos bairros Pacaembu, Nova York, Cascavel Velho, Jardim Itália, Presidente, Maria Luiza, Universitário, Região do Lago, partes da área central da cidade e dos bairros Santa Felicidade e São Cristóvão, todos localizados na bacia do Rio Cascavel.

Será feita inspeção das ligações domiciliares de esgoto a fim de conferir se a conexão das instalações hidráulicas de lançamento do esgoto dos imóveis foi executada corretamente. O gerente regional Rodolpho Tanaka Savelli explica que, com esse trabalho, a Sanepar visa a eficiência operacional do sistema.

“Com as instalações certas, a coleta, transporte e tratamento de esgoto funcionam adequadamente e evitam transtornos para os moradores, para a operação do sistema e para o meio ambiente”, destaca Rodolpho. Ele exemplifica que se a água da chuva for canalizada para a rede coletora de esgoto pode provocar extravasamentos nas tubulações, nas ruas e refluxo para dentro dos imóveis. A forma correta é direcionar as conexões da água da chuva para as galerias de águas pluviais.

O gerente diz que a situação inversa, ou seja, o lançamento de esgoto nas galerias pluviais causa danos ambientais ainda mais graves, porque o esgoto vai parar nos rios sem o necessário tratamento. “O despejo irregular causa mau cheiro, poluição, proliferação de insetos e favorece o surgimento de doenças de veiculação hídrica”, alerta Savelli. Nas vistorias, os técnicos vão poder apurar as irregularidades e dar prazo para que os moradores façam as correções necessárias.

PROCEDIMENTO

Para fazer esta inspeção, é imprescindível a entrada dos técnicos nos imóveis com a finalidade de testar os dispositivos sanitários e de águas pluviais. Nessa visita, os técnicos fazem testes com a aplicação de corantes líquidos nas instalações hidráulicas, à base de água, aferindo sua apresentação na rede coletora de esgoto e/ou na galeria de águas pluviais. Os técnicos verificam também caixa de gordura, pias, tanques e ralos. Se for encontrada qualquer anormalidade ou irregularidade, o morador é notificado para que faça as correções, com prazo de 30 dias. As equipes irão retornar para uma segunda verificação, num prazo médio de 60 dias.

Os trabalhos serão feitos de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h30 e aos sábados, nos mesmos horários, para os casos dos imóveis encontrados fechados durante a semana. A previsão é a de que as vistorias sejam concluídas no prazo de um ano.

IDENTIFICAÇÃO e SEGURANÇA

Como segurança para os moradores, as equipes da empresa Auto Fossa Cascavel, contratada para esse trabalho, vão utilizar uniformes e crachás de identificação de prestador de serviço para a Sanepar. Em caso de dúvida, os clientes podem entrar em contato com a Sanepar pelo telefone 0800 200 0115, diretamente na Central de Relacionamento da Sanepar, na Rua São Paulo, 1060 ou pelo site www.sanepar.com.br.

EXIGÊNCIA

Conforme determina o Código Sanitário Estadual, é obrigatória a ligação de todos os prédios residenciais, comerciais e industriais localizados em áreas servidas por sistema de coleta de esgoto.

(Assessoria)

Relacionadas

Leave a Comment