Tcheco tem aproveitamento de “time de Libertadores” no Cascavel

Em 53 jogos no comando do time aurinegro, o treinador tem 24 vitórias, 20 empates e 9 derrotas. O aproveitamento é de 58%.

Daniel Malucelli/Cascavel

O técnico Tcheco ultrapassou a marca dos 50 jogos pelo Cascavel atingindo números expressivos. Em 53 jogos no comando do time aurinegro, o treinador tem 24 vitórias, 20 empates e 9 derrotas. O aproveitamento é de 58%.

A título de comparação, esse aproveitamento é o equivalente ao que os clubes precisam para estar no G4 do Brasileirão. Ou então, conquistar o acesso na Série B. Outro exemplo da dificuldade de obter um aproveitamento como esse no competitivo futebol brasileiro é compararmos com os números dos técnicos da Série A.

Os treinadores que têm o maior aproveitamento total na Série A somando todos os jogos que dirigiram suas equipes são, nesta ordem: Jorge Sampaoli (62% em 76 jogos), Muricy Ramalho (57% em 441 jogos) e Odair Hellmann (56% em 86 jogos).

Contabilizando apenas os jogos na Série D, Tcheco perdeu apenas uma partida em 19 disputadas. O treinador ressalta que, mesmo com o retrospecto favorável, o Cascavel é um clube que ainda está iniciando o seu processo de crescimento, com pés no chão, e investimento controlado. Por isso, precisa do apoio da torcida para conquistar o acesso nesta temporada.

“O torcedor tem que entender que nós não vamos vencer fácil todas as partidas. O clube, por melhor que seja, não vai vencer soberano todos os jogos. Mas, eu sei do trabalho que nós estamos fazendo aqui, junto com a comissão técnica. A diretoria acompanha diariamente e também está vendo. Nós precisamos do apoio da nossa torcida para continuar somando pontos e obtendo bons resultados”, destaca o treinador.

No sábado, o Cascavel enfrenta o Aimoré, fora de casa, às 15 horas, no estádio Cristo Rei, pela 4ª rodada da Série D. A partida será disputada na cidade de São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre.

(Assessoria)

Relacionadas

Leave a Comment