Turismo cresce 15,9% no primeiro bimestre deste ano no Paraná, aponta IBGE

No acumulado dos últimos doze meses o aumento é de 26,3%.

Foto: Jaelson Lucas/Arquivo AEN

As atividades turísticas cresceram 15,9% no primeiro bimestre deste ano no Paraná na comparação com o mesmo período do ano passado, que ainda registrava os primeiros momentos da vacinação contra a Covid-19 no território nacional, o que impedia o pleno funcionamento do setor. Os dados constam na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esse pequeno recorte está dentro de um ciclo de retomada do setor. No acumulado dos últimos doze meses – março de 2021 a fevereiro de 2022 em relação a março de 2020 e fevereiro de 2021 – o aumento é de 26,3%. Segundo a análise da entidade, os números acompanharam a evolução da campanha de imunização e a segurança do turista em retornar as viagens e o consumo.

A retomada dos voos comerciais, o aumento no número de ligações aéreas e o crescimento visível na movimentação no Litoral, nas praias de água doce (Oeste e Noroeste) e nos atrativos, como o Parque Nacional do Iguaçu, ajudam a explicar esses números. Segundo balanço da Operação Verão, por exemplo, foram 2 milhões de turistas no Litoral na virada. Os parques estaduais receberam 17 mil pessoas no recesso de janeiro e as Cataratas do Iguaçu foram visitadas por quase 300 mil pessoas até março deste ano.

Na análise mensal do IBGE, fevereiro deste ano registrou crescimento de 14,9% no setor em relação a fevereiro do ano passado e uma pequena queda de 2,2% em relação a janeiro, o mês das férias.

Desde abril de 2021 todos os comparativos mensais do instituto em relação aos mesmos meses dos anos anteriores apontam evolução constante. Os picos de crescimento foram de 88% em abril e 74% em maio do ano passado, diante da base comparativa muito baixa de 2020.

RECEITA

No indicador de receita, que mostra a evolução monetária do setor, houve crescimento de 24,4% no bimestre de 2021, 33,7% no acumulado de doze meses e 23,5% em fevereiro deste ano (em relação ao mesmo mês do ano passado).

CAMPANHAS DO SETOR

Para estimular o setor, o Estado mantém campanhas institucionais para estimular a visitação dos atrativos estaduais, principalmente ligados à natureza, e estimula investimentos privados no setor com a concessão de parques estaduais. O objetivo é espelhar o projeto piloto já em andamento no Parque Vila velha, em Ponta Grossa, em outros locais, o que ajuda a diminuir os custos da máquina pública e gera novos atrativos para atrair mais visitantes, principalmente de outros estados.

“As campanhas mostram não apenas os atrativos que o Paraná possui, mas também o potencial do Estado em receber e atender de maneira adequada esses visitantes. Trabalhamos, ainda, com apoio de outras entidades para aumentar a capacitação de quem atua no setor, para melhor receber as pessoas que querem conhecer nosso Estado”, disse o diretor-presidente da Paraná Turismo, Irapuan Cortes. “Estamos animados com essa retomada. Esse será um grande ano para o setor”.

NACIONAL

O índice nacional de atividades turísticas caiu 1% em fevereiro frente ao mês anterior, após também ter recuado em janeiro (-0,4%). No bimestre o crescimento foi de 29% e no acumulado dos últimos doze meses alcança 39%. No entanto, segundo o IBGE, com a crise provocada pela pandemia o segmento ainda se encontra 10,9% abaixo do patamar de fevereiro de 2020.

(AEN)

Relacionadas

Leave a Comment