Com homenagens, Polícia Militar comemora 11 anos de operações do BPMOA e do BOPE

Houve homenagens e entregas de medalha no aniversário do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA)

© Soldado Ismael Ponchio/PMPR

A Polícia Militar do Paraná comemorou o aniversário de 11 anos de duas unidades da corporação: o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), referência no suporte aeromédico e de apoio em ocorrências policiais, e o Batalhão de Operação Especiais (BOPE), unidade estratégica que atua em situações cotidianas complexas. As celebrações e homenagens aconteceram nesta quarta-feira (27).

Em solenidade no hangar da base de Curitiba, no aeroporto do Bacacheri, servidores que fazem parte da história do BPMOA foram homenageadas com a condecoração da medalha Mérito do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas. A homenagem foi um reconhecimento aos profissionais que exerciam funções estratégicas no Governo do Estado e colaboraram para a criação do Batalhão, em 2010.

Entre os laureados estiveram o ex-governador Orlando Pessuti, o ex-secretário da Segurança Pública, coronel Aramis Linhares Serpa e o ex-comandante-geral da PM, coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens.

Também foram agraciados os tenentes-coronéis e ex-comandantes do Batalhão Orlando Artur da Costa, Adonis Nobor Furuushi e Roberto Sampaio Araújo. Eles receberam o reconhecimento do comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, e do comandante do BPMOA, tenente-coronel Julio Cesar Pucci.

“São pessoas que contribuíram para o que o batalhão se tornar o que é hoje. O BPMOA é muito importante para a PM e temos trabalhado para aperfeiçoar ainda mais esse serviço que salva tantas vidas”, disse o coronel Hudson.

O comandante-geral lembrou que grandes desafios foram impostos à nova unidade, que pouco a pouco foi ampliando o efetivo e a frota de aeronaves. O batalhão presta atendimento a situações de radiopatrulhamento aéreo, apoio a ocorrências e operações policiais, transporte de tropa, resgate e remoção aeromédica, busca e salvamento aquático, combate a incêndios e fiscalização ambiental.

“O BPMOA hoje é uma unidade de referência nacional que prima pela segurança de voo e pela excelência de suporte avançado à vida. Neste ano, teve um papel decisivo na distribuição de vacinas contra a Covid-19 em todo o Estado, agilizando a imunização de comunidades mais distantes ou isoladas”, disse o comandante da unidade, tenente-coronel Pucci.

BOPE

A entrega de medalhas e comendas também marcou a comemoração pelo aniversário do Batalhão de Operações Especiais, na sede da unidade em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Foram entregues a Comenda de Operações Especiais, a maior honraria do BOPE, em reconhecimento àqueles que se destacaram além do cumprimento do dever, e a Medalha de Mérito de Operações Especiais, para homenagear os militares e pessoas da comunidade que colaboraram com a segurança pública.

Foram homenageados o tenente-coronel Marcio Antônio Machado, que comandou o BOPE durante um ano e quatro meses; o tenente Vinícius Castro Rodrigues, que hoje atua no BPChoque; e o sargento André Damião dos Santos, que atuou no BOPE entre 2014 e 2018.

O evento incluiu simulação de ocorrências: uma equipe do Esquadrão Antibombas (EAB) fez a verificação e neutralização de um artefato explosivo. Em seguida, o Comando e Operações Especiais (COE) fez uma incursão de rapel, com o apoio do BPMOA. Já a Equipe de Negociação (EN) fez o atendimento a uma situação de refém.

“O BOPE é uma unidade estratégica para a Polícia Militar do Paraná e esse é o momento de enaltecer o trabalho dos militares estaduais que se dedicam diuturnamente nas missões mais complicadas e complexas em todo nosso Estado”, disse o coronel Hudson.

O comandante da unidade, major Sergio Augusto Silva, explicou que o batalhão passa por uma nova fase, com a separação das seis subunidades de sua antiga formatação para a criação do Batalhão de Polícia de Choque. “Esta mudança vai fazer com que os dois batalhões cresçam e aprimorem doutrinas e técnicas para atender melhor a sociedade”, disse.

Criado pelo decreto 8.627 em 27 de outubro de 2010, o BOPE foi estruturado com seis subunidades: Companhia de Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE), Companhia de Choque, Companhia de Operações com Cães (COC), Equipe de Negociação (EN), Esquadrão Antibombas (EAB) e Companhia de Comandos e Operações Especiais (COE).

Neste ano, passou por uma reestruturação e, em 5 de agosto, as subunidades RONE, de Choque e de Operações com Cães formaram uma nova unidade especializada, o Batalhão de Polícia de Choque.

(AEN)

Relacionadas

Leave a Comment