Prefeitura de Cascavel investe em melhorias na malha asfáltica da cidade

Aplicação do microrrevestimento asfáltico ocorre em várias ruas da região central da cidade

Equipes da Secretaria de Obras Públicas (Sesop) trabalham de forma intensiva para concluir a aplicação do microrrevestimento asfáltico na Rua Pernambuco. Este primeiro contrato licitado, no valor de R$ 4 milhões, vai beneficiar 287 mil metros quadrados de malha asfáltica. Os trabalhos já foram realizados nas Ruas General Osório, Cuiabá, Voluntários da Pátria , Souza Naves  e Maranhão.

 

“O microrrevestimento asfáltico é uma técnica preventiva bem mais  econômica para os cofres públicos. É como se fosse uma vacina, as pessoas são vacinadas para que elas não fiquem doentes e, se adoecerem, a severidade da doença não será tão grande. O microrevestimento nada mais é que uma vacina para o pavimento que está em bom estado. Nós aplicamos esta técnica, aumentando a vida útil dele. Quando o asfalto envelhece ele cria pequenas fissuras. Quando chove a água entra nestas rachaduras e aparecem os buracos. Então este microrrevestimento vem para selar estas pequenas trincas aumentando a vida útil do pavimento”, explicou o secretário de Obras, Sandro Rancy.

 

Novo contrato

Cascavel possui hoje mais de 10,5 milhões de metros quadrados de malha viária. “A Prefeitura de Cascavel está tentando fazer 10% deste total  prevenção. Queremos continuar este trabalho para no futuro termos uma malha viária saudável para que a gente consiga trafegar com segurança e qualidade”, afirmou Sandro Rancy.

Para tanto, um novo contrato no valor de R$ 8 milhões será licitado, o que possibilitará a aplicação da técnica de microrrevestimento em mais  de 500 mil metros quadrados de recuperação, de prevenção da malha asfáltica da cidade.

 

Sandro Rancy explica que um novo contrato será licitado para que este trabalho de prevenção da malha asfáltica tenha continuidade. “A prevenção é sempre muito mais barata que a correção, como a que estamos fazendo neste momento na Rua rio de Janeiro, onde todo o pavimento está sendo retirado e um novo será  executado. Com o microrrevestimento não temos este gasto, pois a vida útil deste pavimento vai aumentar consideravelmente”.

 

Resultado positivo

A aplicação da técnica de microrrevestimento, há quatro anos, na Avenida Tancredo Neves, serviu de laboratório para a Secretaria de Obras. “Nós constatamos que a técnica de microrrevestimento, que é uma evolução da antiga lama asfáltica, realmente dá resultado.  Na Avenida Tancredo Neves, uma das mais movimentadas da cidade, onde já fizemos a aplicação do microrrevestimento, boa parte da avenida tem este método de recuperação de engenharia. E, somente agora, apareceram os primeiros problemas que serão corrigidos com o tapa-buracos. As vias que recebem esta técnica podem apresentar cerca de seis anos a mais de vida útil,m até apresentar os primeiro problemas”.

 

Paciência

A Sesop pede a compreensão dos motoristas devido aos transtornos causados pela obra. As ruas que recebem estes investimentos são sinalizadas  com placas , cones e fechadas para o trânsito. “Nós sabemos a dificuldade de fazer uma obra no centro e em ruas com grande fluxo de veículos, ruas de ligação entre extremos da cidade. Por isso, pedimos aos motoristas que diminuam a velocidade, prestem atenção na sinalização dos cones e placas, para evitarmos acidentes”, concluiu Sandro.

Foto e Texto: Secom Cascavel

Deixe um comentário